Resultados da SAP marcados pelo crescimento na Cloud

2019-02-01

Mesmo após múltiplas revisões, sempre de maior crescimento, às perspetivas de negócio para 2018, a SAP atingiu ou superou todas as métricas de previsão para 2018.

Durante todo o ano, os novos contratos na Cloud foram de 1,81 mil milhões de euros, um aumento de 25 porcento (28 porcento em moedas constantes). As receitas de subscrição e de reserva de suporte na Cloud aumentaram 30 porcento, atingindo os 10 mil milhões de euros no final do ano. As receitas de subscrição e de suporte na cloud foram de 4,99 mil milhões (IFRS) ou 5,21 mil milhões de euros (não-IFRS em moedas constantes), alcançando as perspetivas para o ano inteiro (de 5,15 a 5,25 mil milhões de eurosnão-IFRS em moedas constantes).

As receitas de software decresceram cinco porcento de um ano para o outro, para 4,65 mil milhões de euros (IFRS) e permaneceram estáveis ao longo do ano (não-IFRS em moedas constantes). A entrada de novas encomendas na cloud e licenciamento de software utrapassou os 10 mil milhões de euros e cresceu 14 porcento em moedas constantes ano após ano. A receita na cloud e de software foi de 20,62 mil milhões (IFRS) ou de 21,58 mil milhões de euros (não-IFRS em moedas constantes), superando as expetativas anuais (de 21,15 a 21,35 mil milhões de euros, não-IFRS em moedas constantes). As receitas totais foram de 24,71 mil milhões (IFRS) ou 25,96 mil milhões de euros (não-IFRS em moedas constantes), ultrapassando as perspetivas anuais de 2018 (de 25,20 a 25,50 mil milhões de euros não-IFRS em moedas constantes).

A expansão rápida do negócio de cloud da SAP, junto com o sólido crescimento da receita de suporte continuaram a conduzir a parcela de receita mais previsível. O total das receitas não-IFRS de subscrições e de suporte na cloud e as receitas não-IFRS de suporte de software representaram 65 porcento da receita total não-IFRS em 2018, um aumento de dois pontos percentuais.

Em 2018, o lucro operacional foi de 5,71 mil milhões (IFRS) ou 7,48 mil milhões de euros (não-IFRS, em moedas constantes), alcançando as previsões para todo o ano (de 7,425 a 7,525 mil milhões de euros não-IFRS em moedas constantes).

O cash flow operacional para o ano de 2018 foi de 4,30 mil milhões de euros, um decréscimo de 15 porcento ano após ano. O cash flow livre diminuiu 25 porcento no ano, para 2,84 mil milhões de euros. No final do ano, a liquidez líquida era de menos 2,49 mil milhões de euros.

 

Fonte: SAP

Ver notícias

Serviços AHK

 premium partner