Navigator investe milhões mas com preocupação na política do eucalipto

2017-02-17

A The Navigator Company decidiu avançar com o investimento de 121 milhões de euros na sua fábrica de Cacia, em Aveiro, projetando outro investimento na sua unidade da Figueira da Foz, no valor de 85 milhões de euros.

De acordo com a empresa, "estima ter reunido a globalidade das condições necessárias para a concretização" do investimento em Cacia na área do "tissue" (utilizado em papel higiénico, lenços de papel ou papel de cozinha). O projeto envolve a construção de uma linha de produção de papel tissue e transformação em produto final, com uma capacidade nominal de 70 mil toneladas por ano.

O grupo tinha também anunciado, em 2016, a intenção de desenvolver um projeto no centro fabril da Figueira da Foz. Este projeto "visa uma melhoria na eficiência produtiva e um aumento de capacidade de 70 mil toneladas, para uma produção total de 650 mil toneladas de pasta BEKP por ano", estando prevista a conclusão da obra durante o primeiro semestre de 2018.

O grupo realça, porém, que "vê com preocupação a intenção do Governo em fazer aprovar, no âmbito da reforma da legislação que regula o setor florestal, um diploma legal que proíbe a plantação de novas áreas com eucalipto, apenas permitindo plantações de novas áreas por troca com plantações já existentes em zonas marginais e de baixo rendimento". Para a empresa, esta proposta, "que carece de qualquer fundamento técnico e ambiental, não tem em consideração a importância do eucalipto para a economia nacional e irá provocar dificuldades acrescidas num setor onde já existe um desequilíbrio entre a oferta e a procura, e que atualmente já importa cerca de 200 milhões de euros de madeira por ano".

 

Fonte: Jornal de Negócios

Ver notícias

 premium partner